Aron Zylberman

Executivos CyrelaEngenheiro Industrial Metalúrgico pela Escola de Engenharia da Universidade Mackenzie, com MBA Executivo Internacional pela FIA- Fundação Instituto de Administração. É também especialista em Governança Corporativa pelo IBGC- Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (2006), tendo realizados cursos Harvard Business School, Bentley University e Kellogg Graduate School of Management. É Diretor Executivo do Instituto Cyrela e consultor interno da Cyrela Brazil Realty para assuntos ligados à Responsabilidade Socioambiental/Sustentabilidade, além de Professor convidado das disciplinas Ética Empresarial e Sustentabilidade em cursos de pós-graduação na FIA – Fundação Instituto de Administração, IBGC-Instituto Brasileiro de Governança Corporativa; FDC – Fundação Don Cabral e FIPE – Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas. Também é instrutor voluntário na disciplina Captação de Recursos, no curso Gestão para Entidades da Sociedade Civil do Instituto GESC. Conselheiro do Instituto GESC, AlumniFIA, Liga Solidária, Instituto Paradigma e Junior Achievement do Brasil.

Felipe Mello

felipemelloMestre em Comunicação na Contemporaneidade pela Faculdade Cásper Líbero. Publicitário graduado pela ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing).
Autor e Ator de Teatro, graduado pelo Teatro Escola Célia Helena. Já escreveu três peças de teatro vistas por mais de 40 mil pessoas. Atuou em oito montagens teatrais. Locutor e Radialista pelo Senac-SP. Diretor-fundador da ONG Canto Cidadão, que desde 2002 já beneficiou 5 milhões de pessoas em 27 estados brasileiros e outros 5 países, por meio de diversos programas sociais. (www.cantocidadao.org.br). Sócio-diretor da Comunidea, que presta serviços de comunicação e desenvolvimento humano para empresas de médio e grande portes. (www.comunidea.com.br)

Maurien Helena Randon Barbosa

maurienFormada em Serviço Social e em Direito pela Universidade de Caxias do Sul, pós graduada em Direito Empresarial pela FGV, com especialização em Gestão Responsável para a Sustentabilidade pela Fundação Dom Cabral, entrou para o Grupo Randon em 1983. Iniciou na Randon S.A. Veiculos e Implementos, como “trainee” nas áreas de contabilidade, O&M e Informática. De 1991 a 1994 excerceu a função de Analista de Relações com Investidores e Planejamento na Randon. De 1995 a 2000, dedicou-se a assuntos de ordem particular. De 2000 a 2007 atuou na área Jurídica Societária da Holding do Grupo Randon – Randon S/A Implementos e Participações. Também cuida dos assuntos da holding familiar. Desde final de 2007 administra o Instituto Elisabetha Randon Pró Educação e Cultura, uma associação das empresas Randon sem fins lucrativos que cuida de projetos e programas de responsabilidade social corporativos para o público externo (comunidade e sociedade). É Diretoria de Sustentabilidade da Câmara de Indústria e Comércio de Caxias do Sul, membro da diretoria do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Caxias do Sul, Gerente Corporativa de Responsabilidade Social das Empresas Randon e membro do Conselho Deliberativo da Fundação Caxias (associação de empresas de Caxias do Sul que se preocupam com o investimento Social).

Nina Valentini

SAO PAULO, SP - 29 JULHO: A empreendedora social Nina Valentini de Moraes, do Instituto Arredondar, posa para foto em Pinheiros, em 29 de julho de 2016. (Foto: Na Lata)******PREMIO EMPREENDEDOR SOCIAL 2016******

Graduada em Administração Pública pela FGV-EAESP, atualmente é Presidente do Movimento Arredondar, a primeira iniciativa brasileira focada em microdoações por meio do varejo para organizações sociais alinhadas aos objetivos do milênio da ONU. Foi co-fundadora e presidente de uma entidade estudantil Conexão Social, apoiada pela Ashoka Empreendedora Social. Nina é também co-produtora do documentário “Além do Lucro – Histórias de um Novo Capitalismo”, que mostra a emergência dos negócios sociais pelo mundo, e Empreendedora Social de Futuro da Folha de São Paulo, 2016.

Mesa de Debate: Varejo Alavancando Doações com Pessoa Física

Maria Eulina Hilsenbeck

maria eulina 2Maria Eulina Hilsenbeck conhece, e bem, cada uma das ruas do Centro de São Paulo, de onde tirou a lição do que é ser uma voluntária. Aprendizado de dor e surpresas. Aos 20 anos, abandonou a sua cidade natal, São José dos Basílios, interior do Maranhão, terra onde nasceu e virou normalista. Como todos os jovens do norte e nordeste, na expectativa de uma vida diferente, veio à São Paulo e, por não estar preparada para a vida em uma cidade grande e não ter tido nenhum tipo de apoio, acabou morando nas ruas por 1 ano e 7 meses. Por quase dois anos, o endereço foi o mesmo: Parque Dom Pedro. Quando saiu das ruas, a primeira coisa que queria fazer era ajudar seus iguais. Fundou a Oficina Profissionalizante Clube de Mães do Brasil e passou a cuidar de pessoas que se encontravam nas ruas e queriam uma oportunidade para se erguer novamente. Isso fez com que a mesma ampliasse ainda mais seu olhar, principalmente na reconstrução dessas vidas, dando condições para que os mesmos pudessem se erguer, não somente pela comida e moradia, mas com cursos profissionalizantes, que dariam mais caminhos para a conquista de seus ideais.

Carlos Beyrodt Paiva Neto

Carlos PaivaFormado em produção cultural pela UFBA, especialista em Educação Estética Semiótica e Cultura, trabalha desde 1997 em gestão cultural tendo atuado como coordenador de produção nas áreas de música, artes cênicas, artes visuais e cinema. Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental do Estado da Bahia, chefiou o gabinete da Secretaria de Cultura de 2007 a 2008 e a Superintendência de Promoção Cultural de 2009 a 2014, área responsável pelas políticas de fomento, economia da cultura e informações culturais do Estado da Bahia. Desde março de 2015 está à frente da Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura.

Maria Regina Ermírio de Moraes Waib

Regina MoraesPresidente do Projeto Velho Amigo – Associação de Amparo ao Idoso. Atua no terceiro setor desde 1998. Era produtora de eventos e começou a trabalhar na organização de festas beneficentes. Já atuou como colaboradora, em colunas e programas de filantropia e voluntariado: Revista Quem Acontece (assinando a coluna Quem Ajuda), Revista VIV (voltada ao público da terceira idade), Programa Amaury Jr. (apresentando reportagens sobre a benevolência das pessoas) e Rádio Jovem Pan AM, comandando o programa Toque do Bem. Formada em publicidade, iniciou sua carreira profissional em um estágio na agência W/Brasil, passando por diversas produtoras de filmes publicitários, como JODAF e CINE 21. Foi membro dos Conselhos: do Instituto Votorantim; de Responsabilidade Social da FIESP; do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo; e da Casa Hope. Hoje é Conselheira do Centro Ruth Cardoso, no Programa de Alfabetização Solidária e do Instituto Avon. Criou recentemente o Retrato Social, uma Empresa Social que visa aproximar doadores e instituições sérias do terceiro setor.

Marcos Kisil

Marcos Kisil

Consultor Estratégico e Fundador do IDIS. Anteriormente, atuou como diretor regional para a América Latina e Caribe na Fundação W.K. Kellogg. Médico formado pela Faculdade de Medicina da USP, dedicou-se ao campo da Administração de Saúde, tendo-se doutorado em Administração pela George Washington University, Washington-EUA. Atualmente é professor titular da Faculdade de Saúde Pública da USP e membro dos Conselhos da Resource Alliance e da SAVE Brasil.

Masterclass: Captação para a Saúde

Domingos Armani

Domingos ArmaniSociólogo e mestre em Ciência Política (UFRGS), é professor visitante na UFRGS e na PUC-RS. Foi coordenador do Programa Brasil da Christian Aid de 1991 e 1997, e atua como consultor independente em desenvolvimento social e institucional desde então. Autor do blog www.domingosarmani.wordpress.com, de um livro sobre elaboração de projetos sociais (de 2000), e outro sobre mobilização de recursos (de 2008). Fundador da organização CAMP, em Porto Alegre.

Fernando Rossetti

Fernando RossettiSócio-diretor da empresa de consultoria GIP – Gestão de Interesse Público. Licenciado em ciências sociais pela Unicamp (1987), cursou especialização em direitos humanos na Universidade Columbia, em Nova York (1997). Foi diretor-executivo do Greenpeace Brasil (2013-14), secretário-geral do GIFE (2004-13) e presidente do Conselho de Diretores da WINGS (Worldwide Initiatives for Grantmaker Support; 2008-2012). Fundador e diretor-executivo da ONG Cidade Escola Aprendiz (1999-2002). Foi repórter de educação na Folha de S. Paulo (1990-99).

Paula Jancso Fabiani

Paula FabianiDiretora-presidente do IDIS. Anterior a esta posição, foi diretora financeira da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal e controller do Instituto Akatu. Trabalhou no braço de Private Equity do Grupo Votorantim e em uma das empresas investidas. Atuou no BankBoston nas áreas de asset management e M&A, e no Lloyds Bank em trade finance. Autora dos livros Fundos Patrimoniais, Criação e Gestão no Brasil e Primeira Infância – Panorama, Análise e Prática. É economista formada pela FEA-USP, com MBA pela Stern School of Business – New York University, especialização em Endowment Asset Management na London Business School e Yale, e Gestão de Organizações do Terceiro Setor na FGV. Faz parte dos Empreendedores Cívicos da RAPS, membro do Conselho da Captamos e é membro do Conselho da Escola Aberta do Terceiro Setor.

Sessão de abertura: Repensando vínculos em um mundo desconfiado

Paula Piccin

paula piccinJornalista com MBA em Comunicação Empresarial (Aberje – Associação Brasileira de Comunicação Empresarial) e especialização em Meio Ambiente e Sociedade (FESPSP – Fundação Escola de Sociologia e Política de SP). Passou por veículos como a TV Cultura (Repórter Eco), Diário do Grande ABC e Notícias Populares (FSP). É atualmente Coordenadora de Comunicação do IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas, uma organização sem fins lucrativos dedicada à conservação e sustentabilidade por meio da ciência, educação e negócios sustentáveis​​. É colaboradora do site Global Vocies que fala de iniciativas globais em Marketing Relacionado a Causas.

Encontro analisa Financiamento da Sociedade Civil Organizada

Com foco no desenvolvimento e sustentabilidade das organizações da sociedade civil, o Festival ABCR se firma como maior evento sobre captação de recursos do Hemisfério Sul.

O fortalecimento da sociedade civil organizada por meio de seu financiamento é um dos pontos principais do Festival ABCR 2015, que acontece de 5 a 7 de maio, em São Paulo (SP), no Centro de Convenções Rebouças. Promovido pela ABCR – Associação Brasileira de Captadores de Recursos, o evento analisa, debate e aponta tendências sobre a mobilização de recursos para organizações comprometidas com um Brasil mais democrático, igualitário e justo.

Com três dias de intensas atividades, elaboradas com lideranças nacionais internacionais do setor, o Festival discutirá as práticas de captação de recursos em suas mais diferentes fontes: governo, empresas, cooperação internacional, fundações e população em geral. Trata-se, portanto, de um mosaico completo que apresentará os caminhos que garantam a sustentabilidade do sociedade civil organizada, de forma ética e transparente.

“A missão da ABCR é de promover e desenvolver a atividade de captação de recursos no Brasil na construção de uma sociedade melhor. O Festival é um dos exemplos mais palpáveis do que pensamos sobre a atuação do setor na relação entre quem doa e quem recebe a doação” afirma o presidente da ABCR, João Paulo Vergueiro.

Com palestras, mesas de discussão, diálogos diretos e formação específica, o Festival pretende também qualificar os profissionais que atuam na área, a partir desses princípios. São 70 horas de conteúdo (veja programação em www.festivalabcr.org.br) voltados a 600 participantes que, por seu trabalho, estão no cerne das questões sociais que envolvem o país.

“O captador é o profissional que, dentro de uma organização da sociedade civil, tem a responsabilidade de pensar o seu financiamento, relacionamento com doadores e parceiros, e a sua sustentabilidade financeira. Ele está intrinsicamente ligado ao bom uso dos recursos, não apenas para onde eles vão, mas como eles são recebidos”, diz Vergueiro.

O evento marca ainda o aniversário de 15 anos da Associação, que reforça sua atuação política em defesa da profissão, participando com ênfase de debates sobre o marco regulatório da sociedade civil e outros fóruns de discussão sobre o terceiro setor e a sociedade.

Programação
Ao apresentar o que há de mais novo no campo, os temas desta edição do evento evocam a preocupação de criar uma cultura de doação de recursos no Brasil, em que a população veja de forma transparente como também pode ajudar. Estão ali: diálogo direto (face-to-face), grandes doadores, crowfunding, captação com governo e emprersas, desenvolvimento de conselhos, mobile fundrasing, direct response, negócios sociais, certificação de captadores, régua de relacionamento, financiamento em cultura e muito mais.

“A programação do Festival ABCR é a mais completa de todas as edições do evento, seja por seus eixos temáticos, seja por seus objetivos pontuais. Não basta apenas compartilhar, mas assegurar que exista um comprometimento estratégico, ético e mensurável sobre as fontes de recursos para o setor social. É imprescindível que a população veja que os movimentos e organizações da sociedade civil sejam legítimos, relevantes e prioritários”, conclui João Paulo Vergueiro.

Sobre o Festival
O Festival ABCR é um evento totalmente dedicado a discutir a captação de recursos para organizações da sociedade civil. Surgiu da necessidade de entender o papel do profissional de captação de recursos e as demandas das organizações por sustentabilidade e financiamento. Desde de 2009 já foram realizadas 6 edições, com participação de mais de 2 mil pessoas e, somente para este ano a expectativa é de 600 participantes. Saiba mais em http://festivalabcr.org.br

Sobre a ABCR
Organização sem fins lucrativos composta por captadores de recursos que tem uma ampla representação nacional e propicia condições para o intercâmbio técnico, a troca de experiências e o desenvolvimento comum da profissão. Criada em 1999, tem a missão de promover, desenvolver e regulamentar a atividade de captação de recursos, vista hoje como um dos grandes desafios do Terceiro Setor. Entre suas principais metas, destacam-se a de trabalhar para assegurar a credibilidade e a representatividade da profissão e a de apoiar, indiretamente, organizações sociais na importante tarefa de construir uma sociedade mais justa.

Serviço
O que: Festival ABCR 2015
Quando: de 5 a 7 de maio
Onde: Centro de Convenções Rebouças, Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 23 – São Paulo – SP – 05403-000 (estacionamento com entrada na Av. Rebouças, 600).
Site: www.festivalabcr.org.br

ASSESSORIA DE IMPRENSA:
Danilza Queiroz
festival@captacao.org
(11) 2809-0456

Andrea Pontes

andreaFormada em Jornalismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (ECO – Escola de Comunicação). Pós-graduada em Marketing e Educação a Distância. Tem 20 anos de experiência em Comunicação Corporativa, tendo passado também pelo Terceiro Setor. Realiza trabalho probono há mais de 15 anos para o Instituto Ronald McDonald. Diretora da S2Publicom, responsável pelo escritório de Alphaville.

Eduardo Saron

sasronMestre em Administração com foco em Cidades Criativas e Pós Graduado pela USP em Turismo Cultural. Atua no Instituto Itaú Cultural há 13 anos e atualmente é Diretor Superintendente no Instituto responsável pelos Projetos Culturais. Além da atuação no Itaú Cultural, é Secretário Geral da Associação Nacional de Entidades Culturais não Lucrativas (ANEC), Conselheiro da Fundação Bienal, Conselheiro do MASP, Membro do Conselho Nacional de Política Cultural (CNPC), Membro do Conselho da Escola de Artes Visuais Parque Lage e ex Membro da Comissão Nacional de Incentivo a Cultura (CNIC).

Célia Cruz

CeliaCruzDiretora Executiva do Instituto de Cidadania Empresarial (ICE). Foi Diretora da Ashoka Canada de 2009 a 2011, Managing Director da Ashoka Global Fellowship por 1 ano e meio e Diretora da Ashoka Brasil e Paraguai por 5 anos. Trabalhou no Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social (IDIS), em desenvolvimento comunitário, na Escola de Administração de Empresas da Fundação Getulio Vargas (EAESP/FGV) em captação de recursos e montou sua empresa de consultoria em captação de recursos. É formada em economia pela FEA/USP, com mestrado na EAESP/FGV e intercâmbios na França e Canadá. É co-autora do livro Captação de Diferentes Recursos para Organizações Sem Fins Lucrativos.

Ana Toni

anatoniSócia-fundadora do GIP. Consultoria focada nas questões de sustentabilidade, desenvolvimento e fortalecimento da sociedade civil. Foi diretora da Fundação Ford no Brasil de 2003 a 2011 e, de 1998 a 2002, foi Diretora Executiva da ActionAid Brasil, onde também atuou como assessora de políticas de 1990 a 1993. No Greenpeace Internacional foi diretora da unidade de políticas de 1993 a 1997 e, posteriormente, Conselheira Sênior do Greenpeace Alemanha. De 2000 a 2003 presidiu o Conselho do Greenpeace Brasil e atualmente é Presidente do Conselho do Greenpeace Internacional. Foi membro do conselho do GIFE. Atualmente é membra dos conselhos editorial do Le Monde Diplomatique Brasil, do Fundo Baobá por Igualdade Racial e do Wikimedia Foundation. Formada em Economia e Estudos Sociais na Universidade de Swansea, mestre em Políticas da Economia Mundial pela London School of Economics and Political Sciences, e doutoranda em Políticas Sociais pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ).

Confira a Programação Completa da 7º edição do principal evento de Captação de Recursos do Hemisfério Sul

Festival ABCR 2015 acontece esse ano, em São Paulo

Foi ao ar, nessa quarta-feira, a Programação Completa do Festival ABCR 2015. Com 7 palestrantes internacionais e todos com muita experiência de mercado, a grade do maior evento de mobilização de Recursos do Hemisfério Sul promete agradar a todos os públicos, independente de seu nível de conhecimento. Serão mais de 70 horas de conteúdo acerca do tema geral “A Captação de Recursos e a Sustentabilidade das Organizações”, suprindo a grande necessidade de capacitação por parte das organizações da sociedade civil em relação ao gerenciamento de sua principal forma de sobrevivência: as fontes de recursos.

Afim de produzir a maior e mais completa edição de todas, o 7º ano do Festival ABCR acontece de 5 a 7 de maio, em São Paulo, no recém reformado Centro de Convenções Rebouças, que tem capacidade para 800 pessoas. Atenta às principais demandas de capacitação dos Captadores, a ABCR – Associação Brasileira de Captadores de Recursos, prepara um modelo de evento moderno e dinâmico, proporcionando diferentes palestras acontecendo ao mesmo tempo, sempre divididas do nível introdutório ao geral e avançado.

Proporcionar capacitação para todos níveis de conhecimento é uma das grandes novidades da edição 2015 do Festival ABCR, por isso, a grade deste ano tratará desde a Elaboração de Projetos até a Captação de Recursos via Smartphone (Mobile Fundraising). Além do mais, as novidades para o evento posterior ao aniversário de 15 anos da Associação não param por ai: durante a sétima edição do Festival, além de uma intensa programação, será realizado também o lançamento da publicação Mobilização de Recursos Locais – O Desafio da Sustentabilidade, mais um importante trabalho acadêmico para uma área carente de publicações específicas.

E se você quiser se aprofundar ainda mais em determinados assuntos, poderá adquirir as masterclasses – aulas especiais com 4 horas de duração que acontecerão no primeiro dia do evento, antes da abertura oficial.

O Festival ABCR é um evento totalmente dedicado a discutir a captação de recursos para organizações da sociedade civil. Surgiu da necessidade de entender o papel do profissional de captação de recursos e as demandas das organizações por sustentabilidade e financiamento. Desde de 2009 já foram realizadas 6 edições, com participação de mais de 2 mil pessoas e, somente para este ano a expectativa é de 700 participantes. Saiba mais e se inscreva no site: http://festivalabcr.org.br

Assessoria de Imprensa:

  • Danilza Queiroz
  • festival@captacao.org
  • (11) 2809-0456

Andrea Peçanha Travassos

andreaBióloga e pedagoga e especialista em Ciências Ambientais. Concluiu em 2009 seu MBA em Gestão e Empreendedorismo Social pela FIA/USP. Coordena atualmente a Unidade de Negócios Sustentáveis do IPE – Instituto de Pesquisas Ecológicas onde é responsável pelo planejamento, desenvolvimento e gestão das parcerias institucionais com diversas empresas, entre elas, Havaianas, Grupo Martins, Danone, Correios, Coelba e AMBEV. É professora convidada da ESCAS – Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade (ESCAS/IPÊ) nos módulos relacionados a gestão de organizações da sociedade civil e parcerias intersetoriais, tema onde tem concentrado sua atuação, especialmente através de MRC – Marketing Relacionado a Causas, onde tem experiências concretas e formação internacional. É colaboradora do site http://causeupdate.com/globalvoices/ que fala de iniciativas globais em MRC.

Tokie Esaka

DisneyFormada na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo pela FAU-USP e pós-graduada na Interior Design School em Tokyo (Japão), Tokie Esaka tem 25 anos de experiência nas áreas de design de embalagens, produtos, identidade visual, branding e projetos de ponto de venda. De formação interdisciplinar e multicultural, morou em La Rochelle e em Tokyo. Seu espírito curioso a fez percorrer mundo afora atrás de boas histórias e aprofundar-se no poder do storytelling. Há 15 anos, ela é a responsável pela área de criação na The Walt Disney Company (Brasil).

Joana Lee Ribeiro Mortari

Joana RibeiroAdvogada formada pela Faculdade de Direito da Universidade Mackenzie e com LLM pela Faculdade de Direito da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos. Atualmente é responsável pelo Desenvolvimento Institucional da Associação Acorde, organização social que trabalha pelo desenvolvimento humano de crianças e jovens em Embu das Artes e Cotia, por meio de oficinas de arte e esporte. Atua também como articuladora do Movimento por uma Cultura de Doação no Brasil, que tem como missão ser um canal de reflexão, aprendizagem e apoio a ações que promovam a cultura de doar. Conselheira do Instituto Geração e da Associação Cairuçu. Atualmente é pós-graduanda no programa “Reflective Social Practice” pelo Crossfields Institute (UK) e Alanus University em Bonn, Alemanha.

Marcelo Furtado

Marcelo FurtadoEngenheiro químico com mestrado em energias renováveis pela USP e membro do programa da Yale World Fellow. É diretor-executivo do Instituto Arapyaú. Trabalhou por 24 anos no Greenpeace e foi diretor-executivo da organização no Brasil entre 2008 e 2013. Coordenou a campanha internacional pela proibição do comércio de lixo tóxico, promoveu a produção limpa na área de tecnologias industriais e coordenou campanhas nas áreas de Florestas e Oceanos. Trabalhou com a promoção de fontes renováveis de energia e políticas públicas para mudanças climáticas nos últimos 20 anos. Antes de atuar no terceiro setor, trabalhou na indústria química e em consultoria nas áreas de tecnologia e inovação.

Andre Degenszajn

AndreDegenszajnSecretário-Geral do GIFE. É bacharel e mestre em relações internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Foi professor de relações internacionais na Faculdade Santa Marcelina entre 2007 e 2011. Atua em organizações da sociedade civil desde 2001, foi fundador e atualmente integra o Conselho Diretor da Conectas Direitos Humanos. É membro do Conselho Diretor da WINGS – Worldwide Initiatives for Grantmaker Support e do Conselho do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da Bovespa.

Edmond Sakai

EdmondLidera a gerência de Desenvolvimento de Parcerias do Instituto Akatu. É advogado, mestre em administração de ONGs pela “Washington University in St. Louis” e mestre em Integração da América Latina pela Universidade de São Paulo. Foi professor do curso de Gestão do Terceiro Setor da FGV e de direito da UNESP. Foi também representante da JCI na ONU.

Phil Woollam

Phil WoollamFundador e CEO da Woollam and Associates, consultoria internacional de captação de recursos. Trabalhou como Diretor Internacional de Marketing da WSPA e em vários projetos internacionais do Greenpeace, em + de 30 mercados globais de captação de recursos. Fundou uma consultoria focado na entrega de resultados excepcionais em programas de doação individual por mercados globais, tendo estabelecido programas pela Europa, Australasia, Sudesdte da África, país nórdicos, Norte América e Emirados Árabes Unidos, além de ajudar no crescimento de programas de doação individual na América Latina. É um palestrante regular em masterclasses no International Fundraising Congress. Recentemente concluiu o mestrado pesquisando a correlação entre a qualidade do recrutamento de doadores e a consequente fidelidade dos doadores.

Toby Bourke

Toby BourkeDiretor de Captação de Recursos e Marketing da Oxfam Irlanda. Foi Líder Global de Aquisição de Doadores do Greenpeace e Diretor de Captação Interino do Greenpeace no Reino Unido e no Canadá. Gestor senior empreendedor e focado em resultados, com experiência atual relevante em liderança global. Tem 15 anos de experiência na área, gerando recursos e aumentando as bases de suporte para a expansão nacional e internacional de organizações da sociedade civil, agências de apoio e organizações com fins lucrativos.

Deborah Rabe-San Roman

DeborahAmericana, passou os últimos 32 anos dedicada a fortalecer a gestão e sustentabilidade de organizações da sociedade civil da América Latina. É administradora e mestre em Gestão de Organizações da Sociedade Civil. Foi Presidente da Junior League da Cidade do México, Diretora Executiva da Casa de la Amistad para Niños com Cáncer e professora na Monterrey TEC University. Foi Diretora da Fundação ABC, American British Cowdray Medical Center, por doze anos, até 2014, onde instituiu o departmento de captação do hospital, organizou o Conselho Voluntário para captação e iniciou um programa de Fundo Anual, dentre outras iniciativas que levantaram mais de 50 milhões de reais para a organização. É certificada pela CFRE e co-autora do livro Empreendedores para o Desenvolvimento Social. Recentemente se juntou à Bob Carter Companies como Diretora para a América Latina.

Nathália Rezende Simões

nathalia2Relações Públicas e Publicitária pela Puc Minas e especialista em Empreendedorismo em Marketing Digital pelo BI International. Em agosto de 2013 lançou o projeto mineiro Voluntário Coletivo, que conecta corações e habilidades de voluntários a necessidades de organizações do Terceiro Setor. Descobriu que a gestão do voluntariado é uma grande ferramenta para a mobilização de recursos e em pouco tempo este tema se tornou propósito e escolha profissional. É responsável pela captação de recursos e marketing do Projeto Assistencial Novo Céu, onde vivencia os desafios de sensibilizar doadores para a causa da paralisia cerebral. Integrante do Instituto InterSector na área de desenvolvimento institucional.

Paula Martins

Paula MartinsAtua no terceiro setor há 12 anos, em especial, com a coordenação de entidades sociais. Atuou como consultora em empresas de grande porte, desenvolvendo projetos de inclusão e valorização da diversidade. Possui experiência na mobilização de recursos, no desenvolvimento de parcerias público/privadas, interface com órgãos governamentais, articulação com entidades do terceiro setor, comunidades e conselhos de direitos, além de projetos que promovam o voluntariado e a transformação social.
Especialista em Gestão Socioambiental para a Sustentabilidade pela Fundação Instituto de Administração (FIA), com cursos de extensão desenvolvidos na área de Responsabilidade Social Corporativa, em Gestão Ambiental, Desenvolvimento Sustentável, Gestão de Stakeholders. Certificada pela GRI G4 para elaboração de relatórios de sustentabilidade.

Luis Donadio

donadio

Responsável pelo desenvolvimento, estruturação e implantação do Escritório de Captação de Recursos da Fundação Oswaldo Cruz – Ação iniciada como projeto piloto no ano de 2007, e que se consolidou como uma bem sucedida experiência institucional. Desde então, foram 60 diferentes projetos captados e diversas parcerias publico-privadas construídas. Atualmente, Donadio atua como coordenador de captação na Fiocruz , diretor na Sociedade de Promoção da Casa de Oswaldo Cruz, consultor de captação de Misereor no Brasil e professor do curso de gestão de projetos sociais na Escola Nacional de Saúde Pública. Em 2014, recebeu do Mobiliza, o prêmio de Fundraiser Global, sendo um dos três finalistas no Prêmio Global de Captação de Recursos, coordenador pela Resource Alliance, e em 2015 foi um dos vencedores do prêmio de Inovação na Gestão da Fiocruz.

 

Festival ABCR 2015 será em São Paulo, entre 05 a 07 de maio; inscrições já estão abertas

A ABCR – Associação Brasileira de Captadores de Recursos abriu as inscrições para o Festival ABCR 2015, o maior evento brasileiro para profissionais de captação e mobilização de recursos. Será em São Paulo, entre os dias 05 a 07 de maio, e a expectativa para o evento é reunir 700 profissionais de organizações da sociedade civil de todo o país.

O Festival ABCR 2015 será realizado no novíssimo espaço do Centro de Convenções Rebouças, com seis salas e um auditório recém-inaugurados. Localizado próximo da Av. Paulista, em São Paulo, o Centro de Convenções é fácil acesso por ônibus, metrô, carro e até bicicleta.

Para 2015, a ABCR optou por manter o mesmo valor de inscrição da edição deste ano do Festival, 800 reais. Excepcionalmente até o final de novembro, membros da ABCR têm 50% de desconto no valor da inscrição, e demais interessados podem solicitar um cupom de 20% de desconto no e-mail festival@captacao.org.

A edição do próximo ano Festival trará uma programação renovada e com muitas atrações nacionais e internacionais. A primeira palestrante internacional já está confirmada e será Eva Aldrich, da CFRE International, organização que certifica captadores de recursos em todo o mundo.

Para saber mais sobre o Festival ABCR 2015, acesse www.festivalabcr.org.br.

Assessoria de Imprensa:

  • Danilza Queiroz
  • festival@captacao.org
  • (11) 2809-0456

Eva E. Aldrich

evaPresidente e CEO da CFRE International, uma organização globalmente reconhecida de certificação voluntária de captadores de recursos. A credencial CFRE apoia e encoraja profissionais de captação a aspirarem os mais altos padrões de competência e prática ética em captação de recursos, a serviço da sociedade civil e da filantropia. Antes de se juntar à CFRE International, Aldrich foi Diretora Associada de Serviço Público e The Fund Raising School na Indiana University Lilly Family School of Philanthropy. Enquanto atuava lá, também serviu como Editor Interino no Giving USA. Aldrich publicou textos em revistas de captação e é uma das editoras da terceira edição do Achieving Excellence in Fundraising, da Jossey-Bass. É doutoranda em estudos filantrópicos na Indiana University Lilly Family School of Philanthropy.

 

Festival ABCR 2013 – Confirmação da Inscrição

Olá, a ABCR agradece sua inscrição no FLAC – Festival ABCR 2013.

Para finalizar o processo, é necessário fazer o pagamento, clicando em um dos dois botões de pagamento abaixo, conforme sua opção:

R$ 700,00 – inscrição não-associados ABCR:


R$ 350,00 – inscrição exclusiva para associados ativos da ABCR:



ATENÇÃO: A não-efetivação do pagamento será entendida como a inscrição no FLAC não tendo sido confirmada. Assim, a vaga não será reservada em hipótese alguma.